Via Mais Goiás

Agentes vão aos setores Marista, Sul e Jardim Goiás. Além do escalonamento, verificarão se lojas obedecem às regras sanitárias

A Central de Fiscalização da Covid-19 da Prefeitura de Goiânia estará, na próxima quinta-feira (21), nos setores Marista, Sul e Jardim Goiás para verificar o cumprimento dos decretos estadual (nº9.653) e municipal (nº1.050) por parte dos comércios. Os bairros foram os escolhidos por concentrarem números expressivos de casos confirmados da Covid-19 em Goiânia.

Com isso, o coordenador da Central de Fiscalização Covid-19, Dagoberto Costa, explica que o foco é verificar se os estabelecimentos estão cumprindo os horários do escalonamento e se oferecem as condições sanitárias para os colaboradores e clientes. Com isso, serão 130 auditores fiscais da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação (Seplanh), Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT), Agência Municipal de Meio Ambiente (Amma), Procon estadual e Delegacia do Consumidor participando da fiscalização. Também estarão presentes agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM), Corpo de Bombeiros e Polícia Militar.

“Sabemos que cada estabelecimento tem um protocolo. Um supermercado, por exemplo, deve se atentar sobre o número máximo de pessoas, cobrar a utilização de máscaras do cliente e funcionários, disponibilizar espaço para higienização das mãos e/ou álcool em gel. Também verificaremos aqueles estabelecimentos que insistem em abrir sem estarem regulados, como academias”, ressalta.

Dagoberto explica que, no último dia 6 de maio, ocorreu a fiscalização nos setores Bueno e Oeste – que concentram os maiores casos confirmados em Goiânia -, além de Campinas. Ele conta que foram 2 mil estabelecimentos visitados, 40 fechados, 15 autuados e alguns intimados. “A maioria deles foram fechados por não poder funcionar e as que estavam abertas não estavam de acordo com o protocolo”, explica.

Saiba mais clicando aqui.