Via Desabafo Social

Informação de qualidade é fundamental no atual contexto, principalmente aquela que é de fácil compreensão por todo mundo. Em um país como o Brasil que, segundo dados do Instituto Locomotiva, apenas 1 em cada 10 brasileiros possui ensino superior e, entre o mais pobres, esse número é de apenas 3%, uso de termos complexos sobre a pandemia é uma grande barreira para a conscientização e para o acesso a direitos. 

Pensando nisso, o Desabafo Social e o Instituto Galo da Manhã vão selecionar iniciativas de comunicação em territórios periféricos e apoiar com até R$5 mil. Queremos descobrir como as pessoas estão atuando para informar e conscientizar sobre o cenário da pandemia no Brasil. O importante é achar formas criativas de manter todos em casa, em segurança, sempre que possível.

Para participar, você pode se unir a um grupo e propor uma ideia criativa. Mas, alguns pontos são fundamentais. É preciso abordar o cenário atual do Brasil: riscos do COVID-19, dicas práticas de prevenção, renda básica, trabalho autônomo, política, direitos humanos etc. É importante trazer informações para facilitar o uso tecnológico (aplicativos do governo, sites para procura de trabalho, aplicativos que ajudem no planejamento financeiro etc). Além disso, queremos ver ações que fortaleçam atividades comunitárias, como distribuição de cestas básicas e itens de higiene; produtos e serviços de empreendedores locais; iniciativas de apoio à saúde mental. O impacto que a iniciativa está gerando em seu território periférico é um critério importante para a nossa escolha. O nosso foco é garantir a pluralidade de ideias, regiões, idades, gênero, raça e categorias.

O Brasil tem 13,6 milhões de pessoas vivendo em favelas. Se formássemos um estado, nós seríamos o 5º maior do país, atrás de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia. Nós queremos fortalecer a comunicação feita por pessoas e para pessoas desses territórios. Por isso, separamos em 5 as categorias para o nosso time conseguir apoiar diferentes perfis de iniciativas que estão na linha de frente para informar e sensibilizar as periferias em relação a crise do novo coronavírus: audiovisual; podcasts e rádio; portais; artivismo; e ações de vizinhança.

As inscrições podem ser feitas no http://desabafosocial.com.br/ e vão até o dia 13 de junho. Os selecionados serão divulgados nas redes sociais do Desabafo Social. Se ainda tiver dúvidas, entre em contato conosco pelo e-mail contato@desabafosocial.com.br e siga o @desabafosocial no Instagram.