Via Prefeitura de Goiânia

O prefeito Iris Rezende instituiu decreto nesta sexta-feira (15/5) que cria uma comissão de acompanhamento dos trabalhos de cadastramento das famílias e distribuição de cestas básicas na capital. O objetivo é dar mais transparência e agilidade ao processo que pretende entregar os alimentos a cerca de cem mil famílias em vulnerabilidade social. 

Participam da Comissão, representantes da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), Secretaria de Governo (SEGOV), Secretaria de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas (SDHPA), Procuradoria Geral e Controladoria do Município. Foram convidados a participar, Câmara Municipal de Goiânia, Tribunal de Contas dos Municípios, Defensoria Pública do Estado de Goiás e Ministério Público (MP-GO).

 A preferência no público alvo da ação é para famílias que possuem inscrição no Cadastro Único do Governo Federal. 

Cadastramento e Distribuição

A SEMAS já começou a cadastrar as famílias que serão beneficiadas desde a última quarta-feira, 13.  Os interessados devem procurar uma das unidades, dos CRAS (Centro de Referência e Assistência Social), dos CREAS ( Centro de Referência Especializado em Assistência Social), dos NAS ( Núcleos de Assistência Social) ou Conselhos Tutelares. Devem levar documento pessoal e comprovante de endereço e o horário de atendimento é das 7 ás 13 horas. Será feito o estudo do perfil familiar e a análise da renda per capita para a entrega das cestas. 

Os inscritos no CadÚnico foram divididos por mês de nascimento para agilizar o cadastro e diminuir filas e aglomerações:

Dia 13/05 - Nascidos em janeiro e fevereiro

Dia 14/05 - Nascidos em março e abril

Dia 15/05 - Nascidos em maio e junho

Dia 18/05 - Nascidos em julho e agosto

Dia 19/05 - Nascidos em setembro e outubro

Dia 20/05 - Nascidos em novembro e dezembro

Aqueles que não possuem cadastro ou qualquer tipo de auxílio também podem procurar uma das unidades para solicitar o benefício.

O secretário de Assistência Social, Mizair Lemes Junior, explica que irá contar com o apoio de todos os órgãos da administração municipal para o atendimento às famílias. " Além das que são atendidas pela SEMAS ou por programas do Governo Federal pretendemos chegar até as que não possuem nenhum benefício. Por isso precisamos da ajuda das demais secretarias tanto na identificação, cadastramento, quanto na distribuição de forma rápida e acessível a quem necessita, neste momento de pandemia do Coronavírus", destaca.

De acordo com a diretora de proteção social especial da SEMAS, Margareth Sarmento, a distribuição deverá começar no final da próxima semana. "As cestas serão distribuídas nas unidades da Semas e Conselhos Tutelares, totalizando 36 pontos espalhados por toda a cidade", comenta.